Do grego Therapeutes – um servo, aquele que cuida.

Hoje existe um grande embate entre terapeutas, m√©dicos, enfermeiros e todos aqueles que querem o posto de maior destaque dentro da comunidade ‚Äúdos cuidados‚ÄĚ , sobre quem leva o ‚Äút√≠tulo‚ÄĚ de terapeuta.

Fato é que enquanto isso o nosso paciente/cliente/interagente (sim porque até nisso as pessoas se confundem), fica batendo de porta em porta sem uma solução.

Enquanto a comunidade se ataca e n√£o cresce, as pessoas que deveriam estar cuidando, est√£o se perdendo. Est√£o cada dia mais doentes.

Trabalhar de forma inter e multidisciplinar foi um grande aprendizado que eu tive nos anos que estive em projetos coletivos grandes e dentro da sa√ļde p√ļblica. Isso traz riqueza p o profissional e resultado para o paciente. Todos ganham!

Esses dias fiz uma pesquisa nos meus stories e fiquei surpresa com o resultado. Muitas pessoas responderam sobre as terapias que haviam feito, mas NINGU√ČM soube explicar exatamente onde se enquadra a tal terapia. O que era exatamente?

Resolvi compartilhar aqui isso com vcs pq muita gente me pergunta sobre consultas, quanto é a minha consulta e como eu consigo captar clientes com esse valor.

O fato √© que eu uso T√ČCNICAS tanto pra captar, quanto pra selecionar essas pessoas. Elas entendem atrav√©s de uma demonstra√ß√£o pr√°tica o valor daquilo que eu tenho a oferecer e pagam bem por isso.

Mas eu n√£o fico debatendo quem pode ou n√£o pode se intitular terapeuta. Quem pode atuar aqui e ali. Eu me dedico a resolver a quest√£o do meu paciente. E algumas vezes isso envolve outros profissionais, grupos, atividades.

Se você é terapeuta ou conhece alguém que queira seguir um caminho de ser um terapeuta satisfeito com sua profissão não apenas porque serve e cuida, mas também porque é valorizado por isso, me envie uma mensagem nos comentários que vou adorar te conhecer e saber dos seus conhecimentos também!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *